Adufscar

Sindicato dos Docentes em Instituições Federais de Ensino Superior dos Municípios de São Carlos, Araras e Sorocaba

Publicado em 03.11.2014

Chapa apoiada pelo PROIFES vence eleições para Conselhos Deliberativo e Fiscal da Funpresp

1415016455_votacao.jpg

Foi divulgado na noite do último dia 31 de outubro, o resultado da primeira eleição da Funpresp-Exe, realizada eletronicamente nos dias 29, 30 e 31 do mesmo mês, que confirmou a vitória da Chapa 3 – Gestão e Transparência - apoiada pelo PROIFES – FEDERAÇÃO -, que tinha como integrantes os Profs. André Nunes (UnB) e Jairo Alfredo Genz Bolter (Unipampa), bem como por um conjunto de entidades representativas de servidores públicos, tendo em vistas assumir a representação paritária dos servidores nos Conselhos Deliberativo e Fiscal da citada fundação, bem como nos Comitês de Assessoramento Técnico dos Planos ExecPrev e LegisPrev.

A votação teve 915 votos válidos, dos quais 431 foram para a Chapa-3 e 395 para a Chapa-1. Os Comitês de Assessoramento Técnico dos Planos ExecPrev e LegisPrev também foram eleitos em chapas únicas, ambas apoiadas pelo conjunto das entidades de servidores de todo o País. A Chapa-4, da qual foi integrante o Prof. Bolivar Godinho de Oliveira Filho (Unifessp), teve 707 votos e a Chapa-2 totalizou 56 votos.

Estavam aptos a votar servidores de diversos ministérios e órgãos vinculados, fundações e autarquias federais, além de servidores do Legislativo Federal que aderiram a um dos planos da Funpresp até o dia 29/07/2014. O pleito registrou 114 votos nulos e 129 votos em branco.

Conheça as chapas vencedoras:

Conselhos Deliberativo (CD) e Fiscal (CF):

Chapa nº 3 – Gestão e Transparência:

1 - Conselheiro Titular 1 do CD (mandato de 4 anos) – Thiago Feran Freitas Araújo – Agência Nacional de Aviação Civil;

2 - Conselheiro Suplente 1 do CD (mandato de 4 anos) – Joaquim Ignacio Alves de Vasconcelos e Lima – Banco Central do Brasil;

3 - Conselheiro Titular 2 do CD (mandato de 4 anos) – André Nunes – Fundação Universidade de Brasília;

4 - Conselheiro Suplente 2 do CD (mandato de 4 anos) – Jairo Alfredo Genz Bolter – Universidade Federal do Pampa;

5 - Conselheiro Titular 3 do CD (mandato de 2 anos) – Daniel Pulino – Advocacia Geral da União;

6 - Conselheiro Suplente 3 do CD (mandato de 2 anos) – Geraldo Pereira da Silva Filho – Controladoria Geral da União;

7 - Conselheiro Titular 1 do CF (mandato de 4 anos) – José Márcio Ribeiro da Costa – Câmara dos Deputados;

8 - Conselheiro Suplente 1 do CF (mandato de 4 anos) – Eduardo Toledo da Silva – Ministério da Fazenda;

9 - Conselheiro Titular 2 do CF (mandato de 2 anos – Presidente) – Marcelo Levy Perrucci – Controladoria Geral da União; e

10 - Conselheiro Suplente 2 do CF (mandato de 2 anos) – Leonardo Formiga Larrossa – Controladoria Geral da União.

 

Comitê de Assessoramento Técnico do Plano LegisPrev:

Chapa nº 2 – Unidade

1 - Membro Titular 1 (mandato de 4 anos) – Paulo Wanderson Moreira Martins – Tribunal de Contas da União;

2 - Membro Suplente 1 (mandato de 4 anos) – João Marcelo Nogueira Tavares – Tribunal de Contas da União;

3 - Membro Titular 2 (mandato de 2 anos) – Rodrigo de Andrade Moreira – Câmara dos Deputados;

4 - Membro Suplente 2 (mandato de 2 anos) – Renon Pessoa Fonseca – Câmara dos Deputados;

5 - Membro Titular 3 (mandato de 2 anos) – Wagner Costa Guimarães – Senado Federal;

6 - Membro Suplente 3 (mandato de 2 anos) – Pedro Fernando de Almeida Nery Ferreira – Senado Federal;

 

Comitê de Assessoramento Técnico do Plano ExecPrev:

1 - Membro Titular 1 (mandato de 4 anos) – Bolivar Godinho de Oliveira Filho – Universidade Federal de São Paulo;

2 - Membro Suplente 1 (mandato de 4 anos) – Felipe Albino Rodrigues – Ministério da Fazenda;

3 - Membro Titular 2 (mandato de 2 anos) – Elias Carneiro Júnior – Ministério da Fazenda;

4 - Membro Suplente 2 (mandato de 2 anos) – Mário Pereira de Pinto Filho – Ministério da Fazenda;

5 - Membro Titular 3 (mandato de 2 anos) – Leandro de Oliveira Vicente – Ministério da Fazenda;

6 - Membro Suplente 3 (mandato de 2 anos) – Victor Pessanha Gonçalves – Agência Nacional do Petróleo.

O PROIFES-Federação, entidade representativa dos professores das Universidades e Institutos Federais, após deliberação do X Encontro Nacional, ciente de sua responsabilidade de defensor dos interesses dos professores, envidou todos os esforços no sentido de articular com as demais entidades sérias, que são representativas de servidores, a formação de uma chapa ampla que fosse composta por servidores de todas as áreas, com experiência e capacidade técnica, capazes de bem representar os professores e demais servidores nos Conselhos da FUNPRESP, de sorte a que os recursos garantidores dos benefícios complementares sejam bem geridos, para que as futuras aposentadorias sejam as melhores possíveis.

Refira-se que o PROIFES-Federação tem a consciência plena de que a perda das aposentadorias integrais, a partir de 2004, foi um duro golpe nos direitos dos servidores, e continuará defendendo a unidade da categoria, e a previdência pública, universal e de solidariedade geracional. Porém, a entidade tem responsabilidade com os mais de 1.200 professores que já aderiram à FUNPRESP-Exe, como forma de garantir os benefícios complementares, pois só terão como aposentadoria o teto do Regime Geral de Previdência. Ao contrário de algumas entidades irresponsáveis, que decidiram se omitir do processo eleitoral da FUNPRESP-Exe e, dessa forma lançar à própria sorte os professores jovens, o PROIFES - FEDERAÇÃO se empenhou bastante nestas eleições e continuará muito atento a tudo que envolve a governança da FUNPRESP, pois a entidade não vende ilusões aos professores, e entende que estes devem ser protegidos, sendo obrigação da entidade lutar para que tenham um futuro digno e uma aposentadoria que lhes dê boas condições de vida, assim como faz nas negociações de salários e carreiras.