Adufscar

Sindicato dos Docentes em Instituições Federais de Ensino Superior dos Municípios de São Carlos, Araras e Sorocaba

Publicado em 24.01.2010

MAIS UMA AD DECIDE ASSOCIAR-SE AO PROIFES - FÓRUM

535p.gif
Em Assembleia Geral Extraordinária realizada no último dia 20 do corrente mês, os associados da ADURN – Associação dos Docentes do Rio Grande do Norte decidiram filiar a Associação ao PROIFES, seguindo os exemplos já consolidados recentemente pela APUB (Bahia) e APUSC (Santa Catarina). A ADURN realizou na última quarta-feira (20), às 15h, na Biblioteca Central Zila Mamede, a Assembleia Geral Extraordinária cuja pauta foi composta por três pontos: convocação de plebiscito para redefinir relação com ANDES-SN; filiação da ADURN ao PROIFES-FORUM; e 29º Congresso da ANDES. Na ocasião, estiveram presentes 155 professores associados e em regime de votação, sendo que a maioria foi favorável à visão da Diretoria da ADURN frente aos três assuntos. A primeira convocação, às 15h, não obteve o quórum de 10% dos sindicalizados. Já na segunda convocação, que aconteceu às 15h30, a assembléia obteve o quórum mínimo de 2% dos 2.133 professores associados e pôde legitimamente decorrer. A reunião iniciou-se com a apresentação dos informes, seguida do primeiro ponto de pauta. A Diretoria da ADURN propôs a convocação de um plebiscito, a ser realizado no mês de abril, que decida se a entidade continua ligada ao ANDES-SN ou se transforma em Sindicato Local. A maioria, 97 dos professores presentes, votou a favor da instauração do plebiscito. O segundo ponto de pauta discutiu a associação da ADURN ao PROIFES-Forum. Com 84 votos favoráveis à proposta, 19 votos contra e uma abstenção, a relação entre a Associação dos Docentes das UFRN e o PROIFES-FÓRUM ficou institucionalizada. A ida ao 29º Congresso da ANDES foi o terceiro e último ponto discutido. Com 22 votos a favor da ida dos delegados, 73 votos contra e uma abstenção, ficou decidido que a ADURN não disponibilizará recursos para a participação dos delegados no evento. Em entrevista publicada no site da ADURN, o diretor de Política Sindical do órgão, Wellington Duarte, falou sobre a importância desses resultados para a categoria docente, entrevista essa que, com a devida vênia, passamos a reproduzir: “ADURN - Como o senhor avalia o comparecimento de aproximadamente 150 associados nesta Assembleia? Wellington Duarte - Pelo fato de ser férias, a convocação e a participação dos professores nesta assembléia foi vitoriosa. Acredito que essa também é uma demonstração de reconhecimento do trabalho que a diretoria vem fazendo nesta gestão. Um trabalho de ampliação da democracia, de informação aos professores e de aproximação dos associados. Então, esse comparecimento é uma recompensa. Essa presença, que há muitos anos a gente não via, em especial no período de férias, reflete essa percepção que eu tenho. ADURN - Nos resultados obtidos na assembléia, em regime de votação, os três pontos de pauta foram votados favoráveis à visão da Diretoria. A que se deu este fato? Wellington Duarte - Primeiro fomos vitoriosos na convocação do plebiscito porque esta diretoria vem defendendo desde o princípio que caberia aos associados definir o futuro da entidade. A posição da Diretoria, conhecida de todos, é a de transformação da ADURN em sindicato local e a construção de uma Federação Nacional. Mas, também achamos, e por isso colocamos a pauta em assembléia, que cabe a categoria decidir isso. No caso da filiação ao PROIFES-Forum, foi uma proposta que não apenas legitimou, mas institucionalizou uma relação já existente desde 2006, das diretorias que passaram aqui. A nossa relação, agora institucional, com o PROIFES passa a um novo patamar. Um patamar de aprofundamento dessa relação, salientando que o PROIFES-Forum é um parceiro de lutas pela construção da Federação Nacional. O terceiro ponto seria um ponto final natural desse processo. Primeiro você chama um plebiscito e em seguida você aprova a filiação ao PROIFES, obviamente que essas duas posições já revelam o perfil que a gente tem com relação ao ANDES-SN. Desde 2006 que a diretoria da ADURN rompeu politicamente com o ANDES-SN. E, especialmente nessa gestão, estamos construindo a nova atitude diante dessa entidade. A não ida dos delegados significa que a categoria entendeu que o Congresso não representa mais os interesses específicos dos professores das IFES, daí a ampla vitória que teve essa proposta. ADURN - Diante dos resultados da assembleia, qual será o próximo passo da Diretoria? Wellington Duarte - A Diretoria irá agora elaborar os mecanismos de realização do plebiscito, respeitando as posições que existem no movimento docente, ampliando os canais de comunicação da ADURN, para que estas opiniões sejam colocadas, e acatando de forma democrática a decisão do plebiscito. Em minha opinião, o resultado da assembleia tem um significado histórico. Ele demonstra claramente que a categoria quer novos rumos e reforça nossa proposta inicial de construção da Federação Nacional. Com essa assembléia, todo o programa proposto pela diretoria no processo eleitoral de 2008 foi cumprido.” Por outro lado, a ADUFC (Ceará) já tem decisão da assembleia em realizar o plebiscito em abril próximo.